terça-feira, 6 de julho de 2010

Ao mestre com carinho...


No sábado último, dia 03 de julho, telefonamos à noite para um grande amigo que fizemos, lá, em Campo Grande, MS. Era dia do seu aniversário. 83 primaveras! Que alegria felicitá-lo por tão abençoada data. Professor, educador, sacerdote, jornalista, escritor, advogado, tradutor e filósofo, assim é Luiz Feracine. Paulista de nascimento (nasceu em Tanabi/SP). Porém, tornou-se sul-mato-grossense de coração (mora em Campo Grande/MS). Vocação nata para o magistério. Mestre na arte do ensinar. Tive a felicidade de conhecê-lo no ano de 1990 e com ele trabalhar até 2004. Quantas apostilas, quantos artigos, quantos trabalhos batidos (naquela época) à máquina. Quantas descobertas feitas no estudo da filosofia. Filósofo do Pantanal. Assim ele gosta de ser chamado. Ama a natureza e a vida simples. Hoje é professor aposentado. Sacerdote jubilado. Mas a ociosidade não está presente em sua vida. Na sua casinha e no seu escritório o lema é trabalho. No recolhimento do seu lar, no silêncio operoso do seu refúgio, o velho mestre vai traduzindo do latim várias preciosidades dos grandes pensadores do passado. Traduções de obras clássicas que não perdem a atualidade. Traduções inéditas. Pequenos livros vendidos a preço popular nas bancas de revistas e jornais. Editora Escala. Ultimamente, ele tem traduzido vários textos do pensador romano Sêneca. E na conversa ao telefone, o professor Feracine vai logo comunicando que para este segundo semestre está saindo cinco textos das suas traduções. Compartilhamos com ele a sua alegria. E ficamos na espera para adquiri-los. Sobretudo, o livro intitulado “Da ira”. De acordo com o professor, uma verdadeira obra-prima no campo da psicologia humana. Aliás, é de se encantar que já naqueles tempos longínquos houvesse profundos conhecedores da alma humana como é o caso de Sêneca. Enfim, pela conversa com o mestre, a minha curiosidade ficou aguçada para ler a referida obra. Já que a emoção da ira, da raiva é bastante presente nos dias atuais. E como não sentí-la com tantas injustiças, tantas enganações, tantas falsidades, tantas desonestidades em voga. Felicitamos o aniversariante, entretanto, quem, em breve, receberá os presentes seremos todos nós. Pois, sem dúvida alguma, serão mais cinco livros de uma excelente tradução e de uma riqueza conceitual tão peculiar ao jeito de ser de Luiz Feracine. Por isso, no sábado último, no silêncio desta madrugada e em todos os dias, agradecemos pelo dom de sua vida e pedimos a Deus Pai que o proteja e o conserve entre nós por muito tempo ainda. Obrigada por sua amizade sincera e verdadeira. Pelos ensinamentos, pelos diálogos e pelo seu testemunho de fé, de caridade e de amor! Salve, Feracine!! : )


6 comentários:

  1. achado [ou perdido] por aí, cheguei até aqui.
    Vivemos na mesma capital que não para de funcionar [prazer, eu sou algum estranho que cruza por você todo dia]

    seguirei aparec [L]endo
    abraços

    ResponderExcluir
  2. Seja bem-vindo! Volte e leia as nossas postagens. Será uma alegria. Uma boa semana para você :)

    ResponderExcluir
  3. Sim, o Feracine é um mestre de coração!! Beijos ;)

    ResponderExcluir
  4. Não o conheço pessoalmente, mas o primeiro texto renascentista que li veio a lume através do referido professor, de Pico Della Mirandola. Que ele esteja bem!

    ResponderExcluir

Partilhe conosco o seu pensar e o seu sentir!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...