terça-feira, 2 de fevereiro de 2010

Gafes preconceituosas...

Qualquer tipo de preconceito causa-nos ojeriza. A sensação de nojo e asco é compreensível pois tudo que diminui, agride, ridiculariza o outro, fere o princípio da dignidade humana. A manifestação do próprio pensamento, das próprias idéias é livre mas não absoluta. Cada um tem a faculdade de dizer o que quiser, acreditar no que quiser, votar (ou não votar) em quem quiser. Todavia, cada um também é responsável (ou pelo menos deveria ser) por tudo aquilo que fala e faz. A limitação do “livre falar, livre manifestar” é condicionada pelo respeito para com todos. Podemos não concordar com que os outros dizem e isso é até salutar. Afinal, não precisamos pensar igual a ninguém. Podemos divergir das concepções e opções políticas de cada um. Só não podemos faltar com o respeito sob pena de sermos nós os desrespeitados. E falando em respeito, tinha em conta de grande admiração dois cantores da nossa MPB, a saber, o Caetano Veloso e a Rita Lee. Respeitava o trabalho de cada um mesmo não possuindo nenhum CD, fita ou DVD daqueles famosos. Agora, ao tomar conhecimento das “pérolas” proferidas pelos dois que abordaram as figuras do Lula, da Marina e da Dilma, certamente, o meu conceito e respeito pelos dois foi ladeira abaixo. Desceu feito àgua que jorra de uma grande torneira de asneiras e estultices que sairam de suas bocas. A palavra é dada ao baiano de fala mansa que de manso só restou o nome pois sua justificativa para “descartar” o Lula pelo fato do mesmo não possuir um diploma universitário é um argumento deveras superado. O manso agitou-se nas ondas do preconceito puro e cáustico. Mas, a virulência maior viria da Rita Lee que afirmou não votar em Marina pois a mesma tem cara de quem tem fome. Deu arrepios...E pensar que tais personalidades são considerados ícones da já tão maltratada música popular brasileira. Que tristeza...que cabeças ocas, vazias de conteúdo e de humanidade. Marina Silva é uma lutadora (e não sou de nenhum partido nem a tenho como minha candidata) mas a sua história de vida não é diferente das de muitos brasileiros dos Estado do Norte. Órfã de mãe quando menina, trabalhando desde cedo nos seringais, teve várias doenças, a muito custo conseguiu se alfabetizar (fez o Mobral), trabalhou como doméstica e concluiu o curso de História. É miúda e pequena pois as doenças que teve em sua infância deixaram suas marcas. Todavia, ela tornou-se grande pois é uma guerreira que não se dobra perante as opiniões dessa gente famosa e dos poderosos. Ela tem a cara de fome pois tem a cara do Brasil. Mas o que ela tem, principalmente, que a diferencia daquela cantora é “tutano”, cabeça para pensar, analisar e decidir. Ela tem vontade própria sem dever nada a ninguém. Tem o espírito de educadora pois se forjou nas lições da vida dura. Sua vontade é férrea. É senhora do seu destino. E só por isso (sem demagogia ou intenções políticas) já merece o nosso respeito. E foi com muita alegria, pois vi e li, que há pessoas de cabeça boa, de visão, pessoas que refletem a sua própria realidade e que constroem um Brasil melhor (pois trabalham pela promoção da vida, dos valores), pessoas que vão à luta e fazem acontecer como o professor José Ribamar Bessa Freire que publicou um belíssimo texto que merece ser lido e relido por todos nós na íntegra  http://blogdaamazonia.blog.terra.com.br/2010/01/31/caetano-veloso-e-rita-lee-ofenderam-o-povo-com-preconceito-a-lula-e-marina-silva/
Parabéns professor! Parabéns Marina e Lula pois vocês a exemplo do grande general Júlio César realizaram e realizam a cada dia o “Vim, vi e venci”...Agradeço também aos tais cantores pois se nada tinha deles, agora, menos ainda faço questão. O peixe morre pela boca, diz o ditado. E Caetano e Rita mostraram que não merecem o respeito do povo brasileiro!



Um comentário:

  1. Assista ao documentário Entreatos. Tem no Youtube.

    ResponderExcluir

Partilhe conosco o seu pensar e o seu sentir!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...